Por meio do edital GENTILEZA de intervenções urbanas da prefeitura de Belo Horizonte, inscrevemos a proposta intitulada “HOMEM DO SACO”, que consiste na problematização e debate de pessoas em situação de rua. Utilizamos de colagens, pinturas e técnicas mistas para discutirmos a relação da “cidade” com essas pessoas, a exclusão social, a violência, as angústias, o preconceito. Pessoas essas, que carregam diariamente todo os seus pertences, as suas vestimentas, o seu “mobiliário”, utensílios e toda sorte de coisas, como “caramujos” ambulantes. Mas para além desses objetos, do visível, o que essas elas levam consigo? Qual a sua carga emocional? Quais as falas e abusos cotidianos que o acompanham? É nessa subjetividade que se contrapõe aos seus bens, de modo muito mais volumoso, que pretendemos da visibilidade. Estamos interessados no fardo invisível que esse ser carrega diariamente, em evidenciar e problematizar a carga social que lhe foi imposta, nasce assim o “HOMEM DO SACO”.




HOMEM DO SACO
413
2,980
24
Published:

HOMEM DO SACO

Através do edital GENTILEZA de intervenções urbanas da prefeitura de Belo Horizonte, inscrevemos a proposta intitulada “HOMEM DO SACO”, que consi Read More
413
2,980
24
Published:

Tools

Creative Fields