• Add to Collection
  • About

    About

    Projeto gráfico e ilustração para livro da peça de teatro escrita por Jonathan Andrade. /// Book design and illustration for the theater play wri… Read More
    Projeto gráfico e ilustração para livro da peça de teatro escrita por Jonathan Andrade. /// Book design and illustration for the theater play written by Jonathan Andrade. Read Less
    Published:
adoráveis vespas
livro bilíngue para peça de teatro

Adoráveis Vespas – ou Às Vésperas de Nós é uma peça teatral em três atos escrita pelo professor de teatro, poeta, ator, diretor, dramaturgo e cenógrafo carioca-brasiliense Jonathan Andrade. O livro é composto pelo texto completo em português e em inglês, incluindo as rubricas e drieções de cena, além de ilustrações para as aberturas de cada ato. O texto em inglês foi traduzido por Anita Petry.

S I N O P S E
Cidades não tem fim, nem mesmo dentro de cada pessoa. Do alto de um prédio, a janela de um apartamento denuncia uma metrópole de sonhos, expectativas, encontros, possibilidades... Com escrita poética e cotidiana, Adoráveis Vespas – ou Às Vésperas de Nós expõe instantes da vertiginosa existência de três personagens. Abraça questões e sentimentos comuns ao dia a dia. A peça é só mais uma tentativa de encontrar a vida que se insiste, abundante e independente de cada um de nós.

///

Adoráveis Vespas – ou Às Vésperas de Nós ("Lovely Wasps – or At the Brink of Ourselves" in its English title) is a theater play in three acts written by the Brazilian actor, director, poet, set designer and teacher Jonathan Andrade. The book is composed by the play's full text in Portuguese and in English, including the writer's comments and set directions, as well as illustrations for the opening of each act. The English translation of the book was written by Anita Petry.

SYNOPSIS: Cities have no end, not even inside each person. From the top of a building, the window of an apartment announces a metropolis of dreams, expectations, encounters, possibilities... Written with a mix o poetic and everyday language, "Adoráveis Vespas – ou Às Vésperas de Nós" exposes instants of the vertiginous existence of three characters. It embraces matters and feelings from the everyday, and it is a only one more attempt to find the life that insists in being, abundant and independent from each of us.

///