Share
Project Views
Appreciations
93
Followers
29
Following
47
Trabalhar com imagens foi natural na minha vida. Confesso, escolhia livros e discos pelas capas. Me encantavam as cores, os desenhos das letras, o cheiro do papel.

Com formação em Publicidade, comecei como Redator Jr., mas logo nas primeiras agências abracei todos os trabalhos de desenho de marca e editoração que apareceram. Cedo veio o conv… Read More
Trabalhar com imagens foi natural na minha vida. Confesso, escolhia livros e discos pelas capas. Me encantavam as cores, os desenhos das letras, o cheiro do papel.

Com formação em Publicidade, comecei como Redator Jr., mas logo nas primeiras agências abracei todos os trabalhos de desenho de marca e editoração que apareceram. Cedo veio o convite para abrir meu próprio negócio, o que encarei como a chance de estudar Design Gráfico. Voltei à faculdade, no curso de especialização na Belas Artes de São Paulo tive contato com a Semiótica Peirciana, da qual me servi para a monografia de conclusão de curso, "A mensagem subliminar na tipografia". Estudo que teve continuidade em mestrado na PUC, orientado pela Professora Dra. Lucrécia DAléssio Ferrara.

Vejo imagens na letras e textos em todas as imagens. Acho que tudo se comunica. O interesse mudou o foco da minha pequena agência para um escritório de design gráfico, que mais tarde se associou a um estúdio fotográfico. A inquietude com experiênciar linguagens e suportes me levou à diversidade de projetos. Editoração, comunicação em eventos, sinalização e, claro, minha preferência, o branding e desenho de marcas. A necessidade frente a pequena estrutura me levou a ser um designer que escreve. Ter meu próprio escritório também me proporcionou o contato com todas as etapas de um projeto, do atendimento ao cliente à supervisão de fornecedores, da administração da empresa ao planejamento de verbas. E, assim, tive o prazer de trabalhar com empresas de pequeno e médio porte, e contrastar suas realidades com a de grandes clientes como Natura, Sodexho, MasterCard, UOL e BASF.

Parcerias duradouras talvez seja o traço mais constante da minha carreira. Com a BASF, onde ainda hoje sou convidado a falar para o público interno de toda a América Latina ensinando a utilizarem graficamente sua marca, já são mais de 8 anos juntos. Parceria que resistiu inclusive aos dois anos em que, encerrando minha equipe em São Paulo, fui viver o sonho de Europa.

Fixei residência em Londres e depois Lisboa. Fui ver novos tipos, aprender novos designs e alimentar minha curiosidade em fotografar cidades e suas particularidades. Sou paulistano, gosto de conversar e ouvir histórias. Descobri na Europa que se você quer conhecer um lugar, visite suas feiras e mercados, veja o que comem e como negociam. E nunca deixe de notar como inscrevem suas vidas em simples placas de preços.




Dealing with images has always been a natural thing in my life. I confess I used to choose books and records by the looks of their covers. I was deeply drawn to colours, sketches of letters, and the smell of paper.

With a degree in Advertising, I started working as Junior Editor. In the first agencies, however, I always took in all the jobs related to brand drawing and editing. I then got invited to start my own business, which I faced as an opportunity to study graphic design. I went back to college – Belas Artes, São Paulo - to take on a postgraduate study. This was when I first got involved with Peirce Semiotics – the topic I chose to write my dissertation about. This same topic was carried on to my Master’ Degree in PUC, under the guidance of Advisor PhD Lucrécia DAléssio Ferrara.

I see images beneath letters and texts beneath all images. I think it all communicates. My interest switched the focus of my small agency to a graphic design office, later associated with a photo studio. The fidgety experience of working with languages and media drove me to a diversification of projects, such as editing, event communication, signalling, and, my own personal favourite, branding and logo designing. In order to face the needs of my small structure I became a designer who writes. Having my own office also allowed me to be in contact with all the stages of a project, from customer client assistance to suppliers’ supervision, from company’s management to budget planning. Thus I had the pleasure to work with small and medium enterprises and to contrast their reality with that of greater clients, such as Natura, Sodexho, MasterCard, UOL and BASF.

Long-lasting partnerships are perhaps the most constant trace of my career. Take BASF, for example, we’ve been together for 8 years and, still today, I get invited to lead lectures to internal associates from all Latin America on how to graphically use the company’s brand.
This partnership even outlived the two years I was away pursuing the European dream, after having shut down my team in São Paulo.

I lived In London and afterwards in Lisbon. I went to see new types, learn new designs and nourish my curiosity in photographing cities and their peculiarities. I’m from São Paulo, I like chit-chatting and listening to stories. In Europe I figured out that if you really want to get to know a place, you need to visit its markets and fairs, you need to see what they eat and how they bargain. And you must never stop noticing the way they imprint their lives in simple price boards.

Read Less
Member Since: Oct 24, 2011