Project Views
Appreciations
96
Followers
26
Following
35
Copywriter com uma pitada de Estratega.

Há pessoas que olham para o mundo e vêem apenas azul. Há pessoas que olham para uma paisagem e reparam numa só montanha. Há pessoas que dão a um objecto uma só função.
Estas pessoas acham que a sua casa é apenas um tecto e que a sua cama só serve para dormir. São elas que … Read More
Copywriter com uma pitada de Estratega.

Há pessoas que olham para o mundo e vêem apenas azul. Há pessoas que olham para uma paisagem e reparam numa só montanha. Há pessoas que dão a um objecto uma só função.
Estas pessoas acham que a sua casa é apenas um tecto e que a sua cama só serve para dormir. São elas que ligam a televisão e não mudam de canal, são elas que acham que só trabalham para sobreviver e são elas que pensam que as novas tecnologias só servem para confundir os mais velhos.
Para elas, o bar tem uma só bebida, só existe um restaurante que valha a pena e as férias são passadas no “sítio do costume”.
Estas pessoas, acham que Portugal só vale a pena pelo clima, que o filme só foi bom porque tinha a Scarlett Johansson e que música só se ouve no carro.
Há pessoas que quando olham para mim, vêem apenas um Copywriter.
Se fores uma dessas pessoas, não contes comigo.

A MINHA HISTÓRIA:
Formado em Gestão de Marketing pelo ISCEM, a minha primeira experiência com publicidade deu-se na Ogilvy, como Account.
Bem no início do meu estágio percebi que o que eu queria mesmo era ser criativo, por isso decidi não prolongar o meu vínculo com a agência e fazer o curso de portfólio na Restart.
Depois de uma experiência na Fullsix, fui contratado pela JWT como Copywriter. Foi quando estava na JWT que ganhei um concurso e consegui ir a Cannes, para representar Portugal nos Young Lions, na categoria de filme.
Depois de 1 ano na Thompson mudei-me para o Brasil, onde tirei o curso de Portfólio na ESPM, ganhei um prémio de estudantes no CCRJ e arranjei trabalho na agência Skidun, onde fiquei durante 3 anos.
Na Skidun, além de Copywriter também fui Planner Criativo, o que fez com que aprendesse a escolher bem os caminhos e a evoluir bastante no que toca a conceptualizar as campanhas. A essas funções, juntaram-se as já habituais da escrita e, a mais importante de todas, a de ter ideias.
Como me considero um bom filho (os meus pais não me deixam mentir) e um bom filho à casa torna, a minha experiência do Brasil chegou ao fim e após quase 4 anos, mudei de bundas. Desculpem, de bandas.
Estou há mais de dois anos de volta a Portugal, na agência FunnyHow?

Contactos:

Número português: 919035817

kpedreira@gmail.com
Read Less
Member since: