zirma

  • 284
  • 24
  • 8
  • 'Memory is redundant: it repeats signs so that the city can begin to exist.'

    'A memória é redundante: repete os sinais para que a cidade comece a existir.' 

    Italo Calvino, Le cittá invisibili, 1972.
     
     
    We’re always oblivious to things that surround us. We look at everything, but it’s pure void.
    Too much information.
    Patterns keep repeating themselves.
    We could see them, if we wanted to.
    Only the state of pure apathy seems to disturb them.
    Sheer indifference.
     
    Photographed in the streets of Lisbon. Any given November.


    Vivemos num estado de absoluta desatenção. Para tudo olhamos,
    mas o vazio é absoluto.
    Demasiada informação.
    As imagens repetem-se e os padrões estão lá.
    Visíveis, se os procurarmos.
    Apenas a letargia dos nossos dias os perturba.
    Pela indiferença.
     
    Fotografado pelas ruas de Lisboa. Num mês de Novembro,
    igual a tantos outros.