Add to Collection
About

About

Embora existam mais obras barrocas na cidade do Porto, resolvi eleger dez locais e fazer uma memoria fotográfica desta tendência, que foi o Barro… Read More
Embora existam mais obras barrocas na cidade do Porto, resolvi eleger dez locais e fazer uma memoria fotográfica desta tendência, que foi o Barroco na cidade onde nasci, onde, apesar de não viver, passo mais de metade do meu tempo. Ao contrário da argila, que remonta ao Sul, à terra avermelhada aparentemente frágil, o granito, matéria prima por excelência da cidade do Porto, remonta à cor cinzenta, à robustez e estabilidade. O Porto é a cidade da contemporaneidade, a cidade da criatividade, do romantismo, do espelhar luminoso no rio – e foi um bocado esse sentimento que invadiu o meu espírito, quando fiz as fotografias para este trabalho. Read Less
Published:
Porto Barroco
Uma descoberta pela Cidade Invicta
O Barroco também passou pela cidade invicta, e é apenas na cidade do Porto que me focalizei nesta série de imagens, fotografando algumas das mais notórias e expressivas obras barrocas, nomeadamente edifícios de arquitectura civil e religiosa da cidade mais bonita de Portugal.  Dois dos principais arquitectos que propiciaram à cidade alguns dos mais representativos exemplares do estilo e que provocaram uma completa transformação na paisagem urbana setecentista, foram António Pereira e Nicolau Nasoni. Ao longo dos séculos XVII e XVIII, a cidade assemelhava-se a um terreiro de artistas e artífices, que produziram um significante conjunto de obras esteticamente valiosas.
Catedral da Sé
Construídano século XII em estilo românico, a Catedral da Sé sofreu diversas alteraçõesna época barroca. No interior destacam-se as pinturas de Nicolau Nasoni, emtalha dourada, e o altar em prata do Santíssimo Sacramento. Ainda de estilobarroco os azulejos do claustro, a galilé setentrional, bem como a escadariaque liga o claustro à Casa do Cabido e o tecto da Sala do Capítulo, que sãotambém parte integrante de destaque.
Paço Episcopal
A suaconstrução do Paço Episcopal remonta ao século XIII, tendo sido totalmenteremodelado pelo Bispo D. Rafael de Mendonça, depois 1770. Este palácio é o maisgrandioso que possui o Porto, e mais uma vez é da autoria de Nicolau Nasoni.
Igreja da Ordem do Terço
A suaconstrução teve início no ano de 1759, desconhecendo-se o autor do projecto. Afachada, em granito lavrado, ostenta elementos do estilo Rococó e o interior édecorado com estuques e talha. O retábulo da capela-mor (1776) é da autoria deJosé Teixeira Guimarães. Unido a esta igreja, desde 1781, funciona o Hospitalda Nossa Senhora do Terço e Caridade.
Igreja de Santo Ildefonso
A novaIgreja de Santo Ildefonso foi edificada entre os anos de 1730 e 1737, não sesabendo de igual forma o autor do seu projecto. Contrariamente ao que sucede nafachada, um pouco necessitada de graciosidade, o retábulo da capela-mor revelatoda a elegância da sua estrutura. A obra de talha é da autoria de NicolauNasoni.
Igreja de Nossa Senhora da Esperança
Edificadono terreiro de S. Lázaro, pelo mestre António Pereira, a obra do Recolhimentodas Meninas Orfãs foi construída entre 1724 e 1743. Em 1746 iniciou-se aconstrução da Igreja, segundo projecto atribuído por alguns a Nicolau Nasoni. Ointerior apresenta diversos retábulos em talha, de estilo barroco.
Igreja dos Terceiros do Carmo
Igreja dosTerceiros do Carmo foi construída na segunda metade do século XVIII, sendo oprojecto, do arquitecto José Figueiredo Seixas. A fachada é rematada por umamplo frontão, sobre o qual aparecem as figuras dos quatro evangelistas,revelando ainda grandes influências do estilo criado por Nicolau Nasoni.
Igreja Torre dos Clérigos
Este conjunto arquitectónico foi edificado, entre 1732 e 1773, pela Irmandade dos Clérigos. Na construção da Igreja trabalharam vários artistas, destacando-se Nicolau Nasoni e o mestre pedreiro António Pereira. A Torre que remata oedifício do lado poente é uma das obras-primas de Nicolau Nasoni.
Palácio de S. João Novo
Este palácio foi edificado pelo mestre António Pereira, na segunda metade do séculoXVIII, destinando-se a habitação de Pedro da Costa Lima, um ilustre da CasaReal, que exerceu diversos cargos públicos na cidade do Porto. Dentro de várias zonas do Palácio de S. João Novo destacam-se a fachada principal e a escadaria nobre do interior.
Fachada da Igreja da Misericórdia
É um dos mais significativos exemplares da arquitectura sete centista do Porto, sendo da autoriade Nicolau Nasoni. A obra, elaborada em 1750, proporciona um grande efeito cenográfico, bem como se começa a reparar na influência da nova tendência decorativa do estilo Rococó.
Igreja de S. Francisco / Casa do Despacho
A construção da igreja começou no século XIV, e foi o principal templo do estilogótico da cidade do Porto. No entanto, é uma das mais importantes obras do Barroco, principalmente pelo seu revestimento interior em talha dourada, dosséculos XVII e XVIII. É de destacar a obra, Árvore de Jessé, da autoria demestre Manuel Carneiro Adão.
ACasa do Despacho foi construída segundo o risco de Nicolau Nasoni, entre 1746 e1749. O interior é bastante decorado, nomeadamente o mobiliário original doséculo XVIII.