Add to Collection
About

About

Nesta proposta da criação de uma tipografia, pedia-se um alfabeto espontâneo, não racional, quase como informal. Para solucionar estes objectivo… Read More
Nesta proposta da criação de uma tipografia, pedia-se um alfabeto espontâneo, não racional, quase como informal. Para solucionar estes objectivos iniciei por uma análise de outras soluções já existentes, das quais destaquei uma, nomeadamente do artista Jackson Pollack e a sua técnica, dripining. Através desta pesquisa principiei o brainstorming de outras possíveis soluções baseadas nesta técnica. Read Less
Published:
Projecto Alafabeto
 
 Nesta proposta da criação de uma tipografia, pedia-se um alfabeto espontâneo, não racional, quase como informal.
 
Para solucionar estes objectivos iniciei por uma análise de outras soluções já existentes, das quais destaquei uma, nomeadamente do artista Jackson Pollack e a sua técnica  - dripining. Através desta pesquisa principiei o brainstorming de outras possíveis soluções baseadas nesta técnica.
 
Em primeiro, decidi de imediato o tipo de letra baseado na escrita tecnológica, computorizada, por se enquadrar na vida urbana actual, em que todos os documentos e quase todos os suportes de escrita são registados através do computador. A partir dai, elaborei uma interpretação pessoal, deste conceito e da técnica do artista Pollack. Na realização do esboço, seguidos do conceito definido, utilizei inicialmente o meio riscador – carvão, nomeadamente as partículas do mesmo, e para poder fixá-las no papel apliquei um elemento de colagem – cola de contacto, de modo que fosse possível transmitir a tal espontaneidade desejada. Devido ás características evidentes deste meio riscador serem tão marcantes, demonstraram não se enquadrar no objectivo então definido, como solução ao problema encontrado seleccionei o café como elemento de escrita, pois este ia de encontro ao conceito da vida urbana actual, em que é tão comum o consumo do mesmo.