• Add to Collection
  • Tools Used
  • About

    About

    Queria causar uma sensação de infinidade e libertação, por isso escolhi a linha diagonal,para fazer a representação da trajetória de um ponto. … Read More
    Queria causar uma sensação de infinidade e libertação, por isso escolhi a linha diagonal,para fazer a representação da trajetória de um ponto. Segundo Kandinsky, “a linha diagonal é a forma mais concisa da infinidade de possibilidades dos movimentos. Por isso tem uma tensão interior maior do que as duas que lhe dão origem.” Já no caso de Mondrian, ele refere-se aos “aspectos trágicos horizontalmente, estendendo-se o horizontal como plenitude até o infinito e o vertical como sendo o opressivo, o esmagador, e ele definitivamente estava procurando estruturas transversais que libertariam as pessoas dessas forças opressivas herdadas.” Read Less
    Published:
Cartaz para o Prêmio do Museu da Casa Brasileira 2013