O Rio de Janeiro sediou a Copa do Mundo de Futebol, a Copa das Confederações, a visita do Papa e o primeiro dos Jogos Olímpicos a ser realizado na América do Sul. Com esses eventos internacionais de alto nível e a quantidade de visitantes crescente deixou evidente a necessidade de um sistema de orientação dos caminhos turísticos. 
Em 2015, A pedido da Prefeitura do Rio de Janeiro e do Ministério do Turismo, desenvolvemos foram implementados 500 sinais em 75km² da cidade, que orientam 12 milhões de habitantes do Rio e 6 milhões de turistas nacionais e internacionais.

Diagnóstico da cidade
definição de potencialidades, debilidades e oportunidades para o desenvolvimento do sistema de orientação para pedestres

Objetivos

* Identificar os diferentes perfis de usuário e sua relação com a usabilidade do sistema de orientação para pedestres
* Desenvolvimento do conteúdo do sistema de orientação para pedestres
* Incentivar o conhecimento cultural e histórico da cidade





Projetado com a elaboração de um estudo sobre a cidade e os meios de trasporte a partir do movimento dos pedestres pela cidade,  a sinalização parte do Estádio Maracanã, na zona norte, passa pela Lapa, Copacabana, Ipanema e Leblon, chegando na Barra da Tijuca, sempre voltados para o Cristo Redentor para referência de movimentação.




Para deixar a experiência mais humana e intuitiva, a implantação foi desenvolvida para que as pessoas sintam-se mais confiantes para descobrir os pontos turísticos da cidade, usando os próprios pontos como ícones nos mapas. Foram desenvolvidas ilustrações dos principais pontos turísticos, construindo uma comunicação que se adaptou para todo o projeto. Dessa forma, os visitantes conseguem identificar os locais e guiar-se conforme o percurso desejado, de forma mais autônoma e orgânica.
Nos mapas detalhados de cada região, os pontos turísticos que foram iconizados também ganham uma ilustração em detalhada, que ganha destaque na comunicação, uma forma discreta de orientar os pedestres e criar a relação de destinos dentro dos trajetos. Outro fator que facilitava a navegação é a utilização do Cristo Redentor como norte nos mapas,criando uma fácil identificação das rotas.




Outro elemento que ajudou a guiar a usabilidade dos percursos foi a demarcação dos pontos de interesse e necessidade no decorrer do trajeto. Um conjunto iconográfico foi elaborado para apresentar ao visitante de forma rápida hospitais, restaurantes, praias, shoppings e metros.

Rio a Pé (Walk Rio) | Wayfinding
20
386
0
Published:

Rio a Pé (Walk Rio) | Wayfinding

Consórcio em parceria com a Riotur para a cidade do Rio de Janeiro. Responsável pela aplicação do sistema praticado e consagrado em cidades como Read More
20
386
0
Published: