Arquitetura de Marca SCP



Arquitetura de Marca
Estudo e reavaliação da Arquitetura de Marca SCP - 2017/18
Sporting Clube de Portugal

Projeto realizado entre Julho de 2017 e Fevereiro de 2018, que consistiu na reavaliação da Arquitetura de Marca do Sporting Clube de Portugal.
Este exercício permitiu a requalificação e o fortalecimento da marca Sporting sem a ter de fazer passar por um novo rebranding.

A evolução do símbolo
Os elementos que compõem o emblema SCP e o seu significado
É ESTE O PATRIMÓNIO VISUAL E HISTÓRICO DE UMA MARCA CENTENÁRIA.

O problema

A falta de coerência e a ausência de normas gráficas no universo da Marca SCP. Cada nova sub-marca adiciona novos elementos ou desvirtua os elementos basilares da Marca Sporting. Em pouco mais de 15 anos, o universo SCP está resumido neste esquema.

A solução
Estes foram os passos dados que conferiram coerência e unificaram a Arquitetura de Marca SCP. Utilizando a Marca-Mãe como ponto de partida
e os elementos que compõem o emblema SCP, foram criadas regras gráficas, foi definida uma família tipográfica agregadora e simplificou-se
a segmentação do universo leonino. 
A partir deste ponto dividimos a Arquitetura de Marca em quatro segmentos distintos. Uma divisão que começa a ser estabelecida pela cor dos elementos visuais.

As sub-marcas institucionais e desportivas terão obrigatoriamente de crescer a partir da Marca-Mãe. 

O QUE É CRESCER A PARTIR DA MARCA-MÃE? 

Os exemplos aqui representados demonstram como respeitar a Marca-mãe e o seu património. A solução é simples mas é, garantidamente, 
a solução que permite ao Sporting Clube de Portugal manter a coerência visual e reforçar a sua identidade.


As sub-marcas temáticas e produtos usam o património visual da Marca-Mãe.

O QUE É USAR O PATRIMÓNIO VISUAL DA MARCA-MÃE? 

A marca Sporting não deve ser tão fechada sobre si própria, pois corre o risco de não evoluir. Estes são exemplos de sub-marcas que utilizam ou não o património visual do Sporting. São imediatamente reconhecíveis. Fazem parte de algo maior. Mas têm elasticidade e propósito. Servem o Sporting Clube de Portugal sempre que necessário.​​​​​​​

O resultado
Uma Arquitetura de Marca forte, coerente e bem definida.
Fotografias: Jornal Sporting
Made in Miguel Modesto — Design em colaboração com a agência Carmen/Youngnetwork
Arquitetura de Marca SCP
20
149
1
Published:

Arquitetura de Marca SCP

20
149
1
Published:

Tools