DFORM 2.0
2017

PT

Em colaboração com Maria Azevedo, na unidade curricular de Laboratório III do 1º semestre 
do 3º ano da licenciatura em Multimédia foi-nosproposta a realização de um projeto 
que consiste na produção de uma instalação performativa de Vjing/Djing, 
controlando, explorando e manipulando conteúdo audiovisual em tempo real.

Serão usados vídeos de cada sequência em composições formadas a partir da divisão do ecrã, com efeitos
como o espelhado, caleidoscópio, alerações na luminosidade, saturação e contraste que 
proporcionarão umaideia de continuidade entre estes.O grupo tem como objetivo focar-se numa dimensão 
mais orgânica devido à natureza do conteúdo, proporcionandouma sonoplastia que vai de encontro
 com a estética conseguida na produção deste material. Foram utilizados várias ambiências base, que podem ser alternadas juntamente com alguns sons que podemser adicionados de modo a existir mais dinâmica 
na performance tanto a nível visual como sonoro.

Em performance, as autoras estarão lado a lado, sendo que cada uma poderá visualizar a sua interpretação
visual no respetivo computador, utilizando o teclado MIDI em simulâneo para controlar o conteúdo apresentado,
som e imagem. Existirá  um terceiro computador que fará  a sobreposição das duas interpretações, criando
toda uma nova composição, aludindo à  identidade de gênero e a fusão entre os seus dois pólos, sendo
que cada uma das alunas controlará  as sequências visuais de cada género.
EN

In collaboration with Maria Azevedo, in the course unit of Laboratory III of the first semester
of the 3rd year of the degree in Multimedia was proposed to us to realize a project
which consists of the production of a performative installation of Vjing / Djing,
controlling, exploring and manipulating audiovisual content in real time.

Videos of each sequence will be used in compositions formed from the split screen, with effects
such as the mirror, kaleidoscope, brightness, saturation and contrastidea of ​​continuity between them.
The group aims to focus on a more organic dimension due to the nature of the content,
a sound design that meets the aesthetics achieved in the production of this material. 
Several basic ambiences have been used, which can be alternated along with some sounds that may
be added in order to be more dynamic in performance both visually and sonorously.

In performance, the authors will be side by side, and each one will be able to visualize its interpretation
visual on their computer, using the MIDI keyboard in simulation to control the presented content,
sound and image. There will be a third computer that will superimpose the two interpretations, creating
whole new composition, alluding to the gender identity and the fusion between its two poles, being
that each of the students will control the visual sequences of each genre.
DFORM 2.0
0
22
0
Published:

DFORM 2.0

0
22
0
Published:

Tools