• Add to Collection
  • Tools Used
  • About

    About

    Produção de uma escultura baseada em conceito emergido de um texto também produzido por mi. Esse texto, por sua vez, também emergiu de uma imagem… Read More
    Produção de uma escultura baseada em conceito emergido de um texto também produzido por mi. Esse texto, por sua vez, também emergiu de uma imagem, uma fotografia. Como transformar conceitos em imagens e vice-versa. Read Less
    Published:
Escultura "Minotauro", produzida por mim no âmbito do evento Pavão 2012, no workshop "Imaginarrativa", conduzido por Chris Calvet (na ESDI - RJ). A escultura é toda feita em papel jornal reaproveitado (que estavam com meus croquis antigos) e fita adesiva. Possui uma pequena estrutura de sustentação em arame nas pernas.
Essa escultura foi baseada em um conceito emergido de um texto também produzido por mim. Esse texto, por sua vez, emergiu de outra imagem, uma fotografia. A tarefa foi transformar imagem em conceito e depois em outra categoria de imagem, no meu caso, uma escultura.
A fotografia inicial, trazia um homem de terno num "museu", com cabeça de touro e duas meninas rindo ao lado.
Assim surgiram os primeiros insights: "sou um segurança", "parado o dia todo", "mas os pensamentos não param", "parecem que as pessoas riem de mim", "como minotauro, estou confinado no labirinto, louco para encontrar Teseu fdp que tirou minha mulher de mim", "corno", "eu perdi um amor, mas ganhei uma vingança", "e de que serve um chifre, senão para atacar?".

Dessa forma, escrevi um texto sobre força (profissão de segurança) x fragilidade (emocional, representada pelos materiais frágeis utilizados na escultura e pelos alfinetes); amor x ressentimento; perfeição (transfigurada na figura de Davi sob os pés do Minotauro) x defeito (Minotauro, imperfeito, "onde foi que eu errei?"). A escultura criada por mim, pretendeu representar todos esses conceitos. Até a referência ao personagem ser o segurança de um museu está presente no fato de toda a escultura ser feita dos meus desenhos antigos, amassados, representações de um passado destruído.