CONTEXTO

Vários adeptos de futebol e de um debate desportivo onde a amizade não seja queimada pelas faíscas do confronto, reuniram-se num blog colectivo. 
Na voz dos próprios:

Algures disse o Daniel Santos: “Ultimamente surgiram três blogues clubísticos, carregados de nomes sonantes e que representam os chamados três grandes clubes portugueses, mas nós quisemos ir mais longe.”

E o Joshua complementa: “Seria, portanto, precioso ir mais longe. Aceitar a fricção e a faísca na mesma casa, porque isso é que é o normal e normalmente fecundo. Aceitar perder, cara a cara, olhos nos olhos, tal como nos acontece ganhar ou não acontece, apesar de suarmos litradas para triunfar largo. Depois há isto: nem uma paixão fortíssima, como a que me liga ao FC Porto, me há-de separar dos amigos e amigas de outros clubes, especialmente do Benfica, embora nos piquemos amiúde. ” 


PROBLEMA

Todos os blogs desportivos focados num clube utilizam a imagem do mesmo. Os meios de comunicação de cada clube fazem o mesmo. Isto normaliza que se identifique imediatamente “a cor” a fonte da informação ou opinião pela cor do layout em que é publicada.

Juntar códigos de cor diametralmente oposto resultaria num blog pesado e confuso. Tinha de encontrar forma de fazer que todos se sentissem identificados.


SOLUÇÃO

Encontrei o denominador comum num quiosque de jornais. 

Ali estavam os jornais dos três maiores clubes de Portugal, Benfica, Porto e Sporting, com layout, respectivamente, vermelho, azul e verde. Em comum a cor e densidade do papel, a cor do texto e das as linhas separadoras do layout. 

E foi com estes elementos, textura do papel e cor da tinta, que desenhei um jornal digital onde todos reconheceram familiaridade.
PROTÓTIPO APROVADO

O BLOG ​​​​​​​

AUTORES DO BLOG 
Dia de Clássico
1
13
0
Published:

Dia de Clássico

1
13
0
Published:

Tools

Creative Fields