• Add to Collection
Como falar bem: 4 passos simples para uma apresentação incrível

A revolução digital deu voz a muitas pessoas, que se manifestam em ambientes virtuais sobre todo e qualquer assunto que lhes parece conveniente opinar.

Apesar de toda esta “facilidade” de se expressar em rede, na vida real é grande o número de pessoas que têm medo de falar em público, mesmo nas situações mais informais.

Assim, muitas pessoas têm dúvidas de como falar bem. Para elas, fazer uma apresentação - seja no ambiente acadêmico ou profissional - é muitas vezes uma verdadeira tortura, mesmo que estejam familiariarizadas com o tema a ser apresentado.

Existem vários tutoriais para criar uma apresentação em powerpoint, por exemplo, e em outros diversos formatos de mídia. Mas o que pouco se aborda são os preparativos do próprio indivíduo que fará a exposição. E aqui eu não me refiro apenas a dominar o conteúdo, mas como falar bem, como agir durante toda a apresentação e conquistar o seu público.

Um bom orador é aquele que entende  e cativa a audiência, sendo capaz de convencê-la que o seu projeto ou ideia realmente merecem seu tempo e investimento. Este artigo traz dicas básicas de como falar bem em uma apresentação, seguindo um roteiro que inclui:

> A preparação prévia à apresentação;
> O modo de agir durante o desenvolvimento;
> A interação com o público;
> E uma conclusão ideal.

1 – Tenha alguma coisa interessante a dizer, e diga isso muito bem

Na maioria das apresentações que você faz, o público já tem alguma noção sobre o assunto ou projeto que você está exibindo, especialmente quando elas acontecem no âmbito profissional.

Por isso, você tem que procurar os aspectos mais diferentes do seu projeto e anunciá-los da melhor forma possível. Assim, é necessário ser direto, mas utilizar frases que chamem a atenção logo no início, pois, caso os seus ouvintes não se interessem logo de cara, será mais difícil conseguir a atenção deles ao longo da sua fala.

Portanto, o passo mais importante para qualquer apresentação é a sua preparação. Estude, pesquise e converse com outros especialistas no assunto, buscando saber as atualizações mais recentes sobre o tema. Não há nada pior do que um orador que apresenta o que todo mundo já está cansado de saber.

É preciso inovar, buscar outros pontos de vista e se arriscar em novas abordagens, caso contrário, você estará entregando ao seu público apenas “mais do mesmo”, e ninguém tem tempo para isso.

2 – Use bem a sua voz

Independentemente se a apresentação conta com sistema de som ou não, é preciso modular a sua voz durante a mensagem e trabalhar a sua dicção constantemente. Ensaie o que planeja dizer, pratique como falar bem e peça a um colega que dê a sua opinião.

É de extrema importância saber se o volume da sua voz está bom e se é possível compreender as palavras. Se o público não consegue entender o que você fala, ele perderá o interesse rapidamente, não importando quão incrível a sua mensagem é. 

E uma vez que a audiência se desinteressa, é muito mais difícil fazer com que ela volte a atenção para você novamente.

Aproveite a sua voz para dar ênfase na mensagem que você considera mais importante ou indispensável para que você “venda sua ideia”. As alterações no tom de voz têm o poder de envolver o público, criando expectativa para as próximas ideias que serão anunciadas na apresentação.

3 –  Faça contato com o seu público

O público gosta de conteúdo personalizado e de se sentir parte integrante do processo de comunicação. Não é necessário encarar cada pessoa da sua plateia, mas olhe em seus rostos algumas vezes enquanto fala e mostre seu interesse em saber como a mensagem está sendo recebida.

Ninguém gosta de ser chamado pelo palestrante em meio a tantas pessoas, mas se você percebe alguém que se mostra interessado em participar, não hesite em ouvir o que ele tem a dizer, deixando claro qual o momento para as considerações dos ouvintes.

Durante o desenvolvimento da apresentação, a participação de outras pessoas pode reforçar o seu ponto de vista, ou mesmo trazer diferentes ideias para agregar valor a sua fala.

Apesar disso, um orador que passa a palavra o tempo todo ao seu público durante o momento em que devia apresentar as suas ideias, dá a entender que não possui conhecimento suficiente do tema, ou não se preparou adequadamente. 

Desde modo, o público se sente negligenciado, e também pode perder o interesse, afinal, as pessoas estão ali para ouvir o que VOCÊ tem a dizer.

4 – Conclua a apresentação de forma que não restem dúvidas

Este é um aspecto um pouco mais subjetivo, pois muitas vezes os ouvintes questionam tópicos que o orador nem imaginou que não estivessem claros. 

Mesmo assim, sempre há um jeito de mostrar que você domina o assunto, e, para isso, na hora de concluir a sua exposição é importante resumir tudo que foi abordado, destacando os principais pontos abordados.

Para mostrar que você pensou em cada detalhe, programe-se para apresentar e responder possíveis dúvidas que tenham ficado, esclarecendo detalhes antes mesmo de que o próprio público pergunte.

Por fim, mostre-se aberto a questionamentos e exposição de diferentes pontos de vista, demonstrando humildade e preocupação com a opinião da sua audiência. Por último, mas não menos importante, agradeça pela atenção e divulgue seu contato, caso alguém se interesse em saber mais sobre o tema.

Recapitulando…

Para falar bem e fazer uma boa apresentação é preciso preocupar-se não apenas com aspectos técnicos, mas principalmente com a exposição de um conteúdo de qualidade. 

O público é capaz de sentir quando o orador não está devidamente preparado e pode aproveitar-se disso para colocá-lo em uma posição desconfortável ou mesmo apenas ignorá-lo.

As ideias apresentadas neste artigo incluem dicas de como falar bem para fazer uma apresentação incrível, e estão resumidas abaixo:

1 – Tenha alguma coisa interessante a dizer, e diga isso muito bem
2 – Use bem a sua voz
3 – Faça contato com o seu público.
4 – Conclua a apresentação de forma que não restem dúvidas.

Estes são apenas alguns passos que podem te ajudar durante suas apresentações, mas é importante lembrar que tudo começa com o planejamento.

Assim, tenha em mente que conhecimento nunca é demais e tenha sempre um plano B. E se acabar a energia, um vírus apagar a sua apresentação ou você perder suas anotações?

Pense sempre o que pode acontecer de negativo e se prepare para o pior, pois assim você estará pronto para qualquer adversidade, e poderá focar sua energia em dar o melhor de si para o seu público!