• Add to Collection
  • About

    About

    Set design para Douro Film Harvest 2012 (Hard Club, Casa da Música,Rivoli Teatro Municipal - Porto)
    Published:
Há imagens que perduram a cada colheita. Os Rabelos desceram o Douro para celebrarem a 7ª arte, carregando essas pequenas fotografias que correm no fluxo das emoções, em casca de filme, atracarem no armazém da memória e aí ganharem os sabores da passagem do tempo.Nesse espaço de envelhecimento dos sabores que apuram a degustação dos sentidos, a música e o espectáculo têm uma geometria própria, que alguns afirmam ousada. A da Casa, a da transformação de um mercado centenário em clube de caracteres “duros” e a da sala intimista do Rivoli, que premeia quem se distingue, com a designação de “vintage”.“o que quero ser quando for grande” é o pormenor que acolhe esse espírito em formas, sentimentos e espaços, em fluidez que receba em aconchego as pessoas e as ideias, como se fossem as melhores castas, repousando na liquidez das emoções que o espaço cénico cativa e perdura em cada um.

(espaços de intervenção)
Hard Club (Porto: enquanto bebida). main floor

Corredor onde se desfila.
Desfilam os filmes, desfilam as entradas e saídas, desfilam as conversas, desfilam os trejeitos, desfilam os semblantes, desfilam os fatos.
Convida-se à pausa, com uma sobriedade tranquila que abrande os ritmos do nervosismo. Um cigarro, um olhar, uma bebida: Porto!
Casa da Música (Porto: enquanto abrigo que recebe)
. sala 2

Pierre Aderne conduziu o desafio proposto pelo Douro Film Harvest.
(vista geral - esquerda para a direita - Júlio Resende, Norton Daiello, Pierre Aderne, Bruno Pedroso, Chef Hélio Loureiro)

Junta-se numa sala um artista plástico, um “chef” e vários músicos em conversa. A música dá o tom aos sentidos que a gastronomia desperta. O imediato degusta-se. O artista grava na memória da razão o que a emoção prova, em linguagem plástica. No fim, sobre a mesa, rega-se tudo com um Porto.
(Sound Kitchen - esquerda para a direita - Norton Daiello, Pierre Aderne, Sama, Bruno Pedroso, Chef Hélio Loureiro)
(Sound Kitchen - esquerda para a direita - Júlio Resende, Norton Daiello, Pierre Aderne, Susana Travassos)

O ponto de partida para o que se compreende do acto de receber. Se o vinho é bom, o cenário é “vintage”. Apela-se às referências.
Piano percute a cadência do contrabaixo.
(pormenor)

Ao canto, o candeeiro ilumina o crescimento recortado dos bonsai e das ervas de cheiro.
(pormenor iluminária (design Daniel Oliveira) Bruno Pedroso)
(pormenor)

Veludos combinados com “abajours” de cheiro a couro de sentar.
(pormenor)

Memórias da rádio depostas em linhas de livros e símbolos de outros tempos, entretanto perdidos, nas entrelinhas das conversas.
(pormenor)

Sintonizamos-nos no passeio pedalado, demorado e saboreado de olhares que se iluminam encarando o delinear dos vultos.
(pormenor)
(pormenor - iluminária - design Daniel Oliveira)
(pormenor)

Monta-se um lar. Seja bem-vindo!
(Sound Kitchen)
(vídeo Douro Film Harvest)

Rivoli Teatro Municipal (Porto: enquanto cidade de chegada)
.sala 1
(vista técnica)

Para que haja um fim, tem de haver quem suporte a viagem.
Monta-se palco que recebe prémios.
Cria-se pórtico assente na dualidade do convite e do percurso:
(pórtico)

- Entre! Entre...
Chama-se o vencedor. Ergue-se a felicidade do reconhecimento. Viaja do lugar pela boca do palco. Sobe a escadaria.
- Entre! - O mérito que é seu passa - Entre - o pórtico que evoca as marcas que o distinguiram.
Um brinde, então, à chegada. Com Porto.
(palco)
(vídeo Douro Film Harvest)
Projeto: Set Design
Ano do projeto: 2012
Locais: Hard Club, Casa da Música (Sala 2), Rivoli Teatro Municipal - Porto
Concepção Espacial: Daniel Oliveira
Colaboração: Paulo Neves
Textos: Mário Carvalho
Fotografia: Paulo Neves, Daniel Oliveira