O projeto em questão teve como objetivo ressaltar uma grande qualidade da cidade de Toronto, a diversidade, através das exposições de fotografias que estarão em seu interior, a diversidade que se mostra nas ações, construções ou até mesmo nas leis da cidade. Tal qual se mostra no pavilhão tendo a sua estrutura como forma de expressão, já que nenhuma peça nele é igual a outra, e mesmo assim o conjunto forma um todo.
     A construção foi pensada com sua implementação no centro da cidade Canadense, fazendo o uso de elementos como cobertura de vidro, tendo assim aberturas zenitais para iluminação durante todo o dia, os demais elementos são feitos de madeira micro laminada colada, ou MLC, produzida por empresas que fazem o uso de matéria prima proveniente de reflorestamento. 
    O projeto poderia ser replicado no Brasil pelo fato de estar num terreno genérico plano, mesmo que algumas alterações em sua cobertura e na altura de suas paredes internas fossem necessárias.
    As paredes e blocos no interior do pavilhão sugerem uma proposta de organização para a exposição de fotografias em questão, tal qual são pré-moldadas e podem ser alteradas de lugar, exceto as paredes que se ligam aos planos em série, essas são fixas a estrutura original.

​​​​​​​
Trabalho feito para o concurso do pavilhão de Toronto no Canadá, organizado pela 44arquitetura e skope intercâmbio. 2017. Garantiu a 56º colocação. Inscrição 241755558178.