user's avatar
João Afonso de Santarém, Exposição 2000
A exposição João Afonso de Santarém e a assistência hospitalar escalabitana durante o Antigo Regime dá continuidade ao programa de exposições bianuais da Igreja de S. João do Alporão, transformada, desde o ano de 1994, em Núcleo Museológico de Arte e Arqueologia Medievais e que conta, até ao presente, com duas reali- zações anteriores. Centrando-se na figura de um nobre imortalizado pela intervenção legalista e burocrática na corte joanina e pelas marcas locais que deixou em Santarém através da sua capela e do seu hospital, a exposição procura concomitantemente abordar a temática da pobreza e da assistência aos pobres em Santarém durante o Antigo Regime, com particular destaque para o Hospital de Jesus Cristo.
Esmiuçar a semântica de uma exposição, projectando leituras e enfoques específicos, pode parecer pretensão redutora. Desde logo porque qualquer programa museológico vive de sentidos nitidamente plurais, adquirindo na intimidade pessoal o maior expoente lógico. Em segundo lugar porque se reveste de uma unicidade apenas entendível no seu todo, devendo ser tratado como um objecto global e significante em si próprio e não como um somatório de peças casualmente articuladas.
História, arquitectura, design e museologia são portanto partes integrantes da reflexão genesíaca e justificam as opções tomadas no tratamento de um conceito que, plasmando uma praxis vinculada ao munus social da pobreza, não deixava de reflectir, na sociedade medieval e moderna, um comprometimento moral individual e íntimo: a Assistência Social.

Amado, C.,Sá, J., Mata, L. (2000), João Afonso de Santarém, catálogo, Câmara Minicipal de Santarém.
João Afonso de Santarém, Exposição Museu S. João de Alporão ,2000.
The João Afonso de Santarém exhibition continue the biannual exhibitions program of  S. João do Alporão church transformed, since 1994, into the Museological Nucleus of Medieval Art and Archeology, ocusing on the figure of a nobleman immortalized by legalistic and bureaucratic intervention in the Johannine court and local brands left in Santarém through his chapel and his hospital, the exhibition seeks to concomitantly address the issue of poverty and assistance to the poor in Santarém during the Old Regime, with particular emphasis on Jesus Christ Hospital
Estimating the semantics of an exposition, projecting specific readings and approaches, may seem like a reductive pretension. First of all, because any museological program lives on distinctly plural senses, acquiring in personal intimacy the greatest logical exponent. Secondly, it is a unity that can only be understood in its entirety, and must be treated as a global and significant object in itself and not as a sum of casually articulated pieces.
History, architecture, design and museology are therefore integral parts of the genesis reflection and justify the options taken in the treatment of a concept that, shaping a praxis linked to the social munus of poverty, did not fail to reflect, in medieval and modern society, a moral commitment individual and intimate: Social Assistance.
João Afonso de Santarém, Exposição 2000
1
64
0
Published:

João Afonso de Santarém, Exposição 2000

1
64
0
Published:

Creative Fields