Concurso do cartaz - 31° Prêmio Design MCB
Desenvolvimento de três propostas para o Concurso do Cartaz do Prêmio Design Museu da Casa Brasileira. Utilizando técnicas experimentais diversas, os conceitos abordavam objeto relacionados à cultura e imaginário popular do brasileiro e sua casa. Os três cartazes foram selecionados para a Mostra do Concurso do Cartaz.
Em meio aos escombros, forma-se o número 31. Entre os restos, há pedaços de madeira, telhas, paredes, revestimentos que, em algum momento, formaram uma casa brasileira.
Uma fruta da qual se pode aproveitar tudo: polpa e casca comestíveis, caule e folhas utilizadas diversas peças têxtéis. Além disso, possui uma embalagem super inteligente: a casca protege o fruto com eficiência; é fácil de descascar; sua composição ajuda a manter as mãos limpas durante o consumo e pode ser encontrada nas casas brasileiras de norte a sul.
Empregado de diferentes formas não-oficiais - o chinelo é usado do avesso para aproveitar a cor da sola; remendado com um prego; empilhado para formar goleira no futebol de rua; servindo de calço para uma porta. Esse improviso está representado na desconstrução do objeto formando o número da edição do prêmio.