Explorando a cidade das Caldas das Taipas, foi-se interagido com as pessoas perguntando as suas principais necessidades, e os impactos positivos que poderiam ter no quotidiano destas pessoas.
Consoante o local de intervenção e as categorias de produtos atribuídas pelo coordenador, desenvolveu-se o conceito de criar um parque desportivo que iria enquadrar-se perto do Rio Ave. Permitindo às pessoas das Caldas das Taipas interagir e explorar a sensação de fazer esforços físicos ao ar puro e som agradável do Rio Ave.
O local de intervenção apresenta certas condições rústicas e naturais pela qual o produto tem que respeitar, e integrar-se com a natureza de modo a criar uma harmonia agradável para que os utilizadores sentem alegria e prazer em interagir com o parque desportivo.
Analisando os diferentes parques desportivos facilmente conhecidos como “WorkOuts” ou “Playgrounds”, interpretou-se as principais componentes que constitui um parque desportivo e que atraia os utilizadores a interagir com o parque.
Contudo, aparece uma dúvida frequente nas pessoas que queiram frequentar estes locais desportivos: “que programas deveria adoptar para desenvolver o meu corpo?“. Este problema coloca muitas pessoas em défice e por fim desistam completamente da ideia de desenvolver o seu corpo, por esta razão decidiu-se integrar programas desportivos que irão permitir aos utentes orientar-se e explorar as imensas possibilidades de exercícios físicos
Explorando as várias possibilidades de forma orgânica, usando o programa de renderização e modelação 3D: Rhinoceros, Solidworks e Keyshot 5, criou-se 6 componentes que tem como principal objectivo de desenvolver os músculos do corpo humano, mas cada máquina explora diferentes músculos do corpo (abdominais, peitorais, trapézios, etc.).
Cada um dos componentes que podemos observar foi criado respeitando a mesma linguagem da forma, isto é, orgânica. No entanto, nestes componentes foram atribuídos a cor de verde claro para entrar em harmonia com as cores naturais do próprio local de intervenção.


Esta peça central tem como principal efeito de desenvolver os músculos dos braços, isto é, os bíceps e os trapézios. É composta por um chassis interno feito em tubos de aço inoxidável.



Consoante o seu processo de fabricação, as peças que elaboram uma forma orgânica seriam feitas por estampagem incremental, isto é, a peça central é dividida em 7 partes que constituem 4 peças iguais, estas peças seriam divididas em 2 partes num ponto simétrico.
.
 No processo de estampagem incremental por matriz a chapa de aço inoxidável é suportada pela parte móvel superior da estrutura da máquina e fixa a esta por intermédio de um encostador. Durante a estampagem incremental, a parte superior da estrutura movimenta-se verticalmente no sentido descendente, acompanhando o movimento da ferramenta que se desloca na parte exterior da peça a produzir, desde o topo da peça até à base, de modo a formar a peça desejada.
Por seguinte, depois de ter-se estampado cada partes, as peças irão soldadas por por uma certa ordem, por isso, irá atribuir-se um lado de inicio onde um tubo de aço ira ser soldado ao chassis, seguindo das duas peças de uma parte da peça central.

TREEGYM
7
64
0
Published:

TREEGYM

TREEGYM
7
64
0
Published:

Tools