• Add to Collection
  • Tools Used
  • About

    About

    Uma estória contada num diálogo dissimulado mostra-nos que o calão, por vezes arrojado e contundente, se pode transformar numa sequência de image… Read More
    Uma estória contada num diálogo dissimulado mostra-nos que o calão, por vezes arrojado e contundente, se pode transformar numa sequência de imagens ricas. Um livro genuíno com uma estória que podia bem ser verdade… mas afinal "É só paleio!" A estória centra-se na notícia do dia, o assalto à ourivesaria da esquina, o diálogo entre dois vizinhos curiosos dá conta do episódio, mas acaba por revelar muito mais… Read Less
    Published:
É só paleio! 
livro ilustrado 
 
"[o calão] Tem uma musicalidade e acentuação muito própria. É muito ilustrativo, mesmo quem não conhece as expressões visualiza-as. É metafórico e visual."
 
Alfredo Mendes, autor do livro Porto. Naçom de Falares: 1735 palavras do calão, 2010
 
 
Depois de uma análise às palavras e expressões do calão portuense encontradas nos livros "Naçom de falares" e "Dicionário do Calão" encontraram-se várias categorias: características físicas e psicológicas, vícios – beber, comer e fumar, dinheiro, maldizer, morte, violência, crime, relações e expressões várias. 
Foi com base nestas categorias que construímos uma narrativa ficcionada – uma estória onde má-lingua, tragédia, romance, roubo, dinheiro e rua se parecem encontrar. 
A criação de algumas personagens e de todo o enredo foi determinante para a criação das ilustrações – seis personagens portuenses e uma grande cusquiçe, capaz de aguçar a curiosidade de qualquer leitor. 

A estória centra-se na notícia do dia, o assalto à ourivesaria da esquina, o diálogo entre dois vizinhos curiosos dá conta do episódio, mas acaba por revelar muito mais… 
No fim a estória contada num diálogo dissimulado, mostra-nos que o calão, por vezes arrojado e contundente, se pode transformar numa sequência de imagens ricas e num livro genuíno com uma estória que podia bem ser verdade… mas afinal "É só paleio!"
 
Credits 
Editorial Design & Illustration by Filipa Ferreira and Ângela Santos
Concept and text by Filipa Ferreira, Ângela Santos e Miguel Carvalho
Photography by Filipa Ferreira
 
 
 
obrigada carago!