• Add to Collection
  • About

    About

    Print campaign to relaunch Playboy magazine in Brasil
    Published:
Advertising campaign to relaunch Playboy Magazine in Brasil.
 
 
 
The campaign included a 12 page manifesto insert in the december 2013 issue. Due to budget limitations it was produced with the editorial inhouse illustrators.
 
A sample of my work as founder and creative director of The Heart Corporation Creative Thinking Boutique in São Paulo, Brasil.
Foi assim:
do Whisky duplo a uma tacinha de Prosecco. 
Num piscar de olhos passamos de Jesse Valadão a Fernando Gabeira. 
E ninguém perguntou se era isso mesmo que a gente queria.
Fomos cedendo, cedendo e cedendo.
E depois de tudo, ainda cedemos mais um pouquinho.
 
O fato é que ser homem hoje, além de ser difícil, não é politicamente correto.
Talvez por isso, muitos tenham desistido.
Hoje, isso seria mais um processo ou uma piadinha sem graça.
 
Nossa masculinidade está afogada e escondida num cantinho detrás do sofá da sala.
O mundo mudou e pra muitos homens, o mundo não disse pra onde estava indo.
Depois do feminismo, vieram as lutas pela democracia, a luta pelos direitos humanos, a luta contra o aquecimento global, a luta pelo planeta e pelas minorias. Todas as minorias!
Só pra lembrar, considerando a população atual do planeta, já somos uma minoria!
 
Por isso chegou a hora de retomarmos algumas coisas.
Não queremos fazer passeatas com milhares de homens reivindicando por nossos direitos. Até porque não gostamos de muito homem junto.
Queremos apenas o que nos foi dado por direito, já que chegamos primeiro no mundo e fomos desde esse momento absolutamente livres, ainda que por alguma horas.
Então, é natural e é da nossa natureza sermos livres. E isso significa seguir nossos instintos, vontades, desejos.
A Playboy existe por um único motivo: o homem.
 
Por isso, a revista que sempre foi a preferida pelos homens, publica nessa edição histórica, uma série de direitos, desejos e verdades que podem ir contra o status quo da sociedade atual, mas que  representam uma nova constituição para os homens.
E que será escrita por cada um de nós, a cada dia, de forma livre e democrática.
Mas seremos egoístas, seremos homens!
Não vamos mais ceder, a não ser que seja, com segundas intenções. Faz parte do jogo. 
 
Afinal, o homem nasceu pra ser livre.