A Máscara
-
Camilla: O senhor deveria tirar a máscara.
Estranho: É mesmo?
Cassilda: É mesmo, está na hora. Todos tiramos nossos disfarces, menos o senhor.
Estranho: Eu não estou de máscara.
Camilla: (Horrorizada, em particular para Cassilda.) Não é máscara? Não é máscara!

O Rei de Amarelo, Ato I, Cena 2 (Robert W. Chambers)

Everything I Touch Gets Ruined
-
A raiva da garota ao ser perseguida pelos fantasmas do passado que voltam para lembrá-la de todos os seus erros, é representada
aqui por uma mistura de ilustração e fotografia.

Ela parada ao centro, numa situação vulnerável enquanto tudo dá errado ao seu redor. Sua reação, porém é agressiva. Ela estragou tudo
uma vez e, aparentemente, não se importa de repetir o ato. O degradè de cores cria uma atmosfera melancólica para a cena, da menina
que tem como única companhia, seus problemas.

Heart in a Cage
-
“I don’t want what you want, I don’t feel what you feel”
 
Os ossos do toráx têm a função de manter o coração protegido e intacto. Em contraponto, são também sua gaiola, pois ali ele fica preso.
Vemos alguns ossos quebrados, como se o órgão, único elemento colorido, quisesse escapar.

Lilith & Morrigan
-
Darkstalkers é uma série de jogos de luta, desenvolvidos pela Capcom. Eles são ambientados num universo com a temática “Horror Gótico”
e protagonizados por seres folclóricos ou que possam vir do imaginário humano.
 
Neste fan-art estão representadas duas das personagens femininas da série, Lilith e Morrigan Aensland. Ambas são feitas de energia, roubadas
dos homens em seus sonhos eróticos, que no folclore são conhecidas como “súcubos”. Aqui são ilustradas como duas mulheres belas, com asas
e cercadas por morcegos. Estão cercadas por uma moldura inspirada no estilo Art Nouveau, bem como a paleta de cores escolhidas. No topo foi colocado o esqueleto de um morcego com asas abertas, acentuando a temática de Horror Gótico que permeia a trama do jogo.