Hospedeiros vs. Parasitas | Hosts vs. Parasites
Hospedeiros vs. Parasitas
(texto de apoio)
 
Tanto somos hospedeiros como somos parasitas um minuto depois.
O dar e tirar da sociedade não tem meio-termo, não possui um ponto intermédio em que digas: Não quero ser nem um nem outro.
 
De braço esticado, a apontar o dedo como se de uma arma se tratasse, fixam-nos a mira e os tiros saem perfeitos.
 
Ferimentos graves ou ligeiros, a verdade é que saram. Agora, digo eu, agora é a minha vez, isto não vai ficar assim! De olhar cerrado e mão no “coldre” sigo à espreita, à espera do momento certo.
 
Quando o alvo surge, não há hesitação, o braço dói de tanto apontar o dedo, e são rajadas certeiras.
 
O acto que anteriormente doeu, agora, proporciona prazer.
E eu quero é mais disso!
 
Hosts vs. Parasites
(Support text)
 
We’re hosts in a moment as parasites one minute later. The give and take of society has no middle term, does not have an intermediate point you can say: I won't be neither of them.
 
With Stretched arm, pointing the finger like gun, they target us and shots are accurate.
 
Serious or minor injuries, they heal with time, but the marks, those are forever.
 
Now, Now is my turn, this is not over yet! With a suspicious look and a hand on “holster” I stand by, waiting for the right moment.
 
When target appears, I don’t hesitate, and my arm hurts of pointing finger.
 
That act that previously hurt, now, provides pleasure.
 And every time I want more!
Hospedeiros vs. Parasitas | Hosts vs. Parasites
8
50
0
Published:

Hospedeiros vs. Parasitas | Hosts vs. Parasites

Díptico, 120cmX60cm + 120cmX60cm Acrilico sob Madeira 2014
8
50
0
Published:

Creative Fields