user's avatar
Hands and Hearts
A múltiplas linguagens que figuram as mãos

A mão é a parte final de cada extremidade superior (ou braço), principalmente nos mamíferos primatas e bípedes, mas também se usa esse termo e os nomes de muitos dos seus constituintes para designar os órgãos equivalentes em muitos vertebrados (as extremidades dos membros anteriores) e mesmo em alguns invertebrados, como nas pinças de alguns artrópodes, como os caranguejos.

- Wikipédia 2021 
Acima da carne, nervos e ossos. Imposição da mão e de suas
representações pictóricas na história dos discursos religiosos e políticos e seu involucro metafórico

Nossos antepassados revelam uma grande relação com a mão como um formato de comunicação, de marcar um local ou um momento. A mão com a riqueza de seus movimentos e possibilidades apresenta em seus primeiros momentos como uma incrivel ferramenta para construção de outras ferramentas, artificiais, fora de nosso corpo, de percepção do calor do fogo, até criaçao de afiadas lanças, do toque dos dedos para sentir o quão cortantes está até o apertar da mão sobre a madeira para sentir sua densidade
Fotografia - Mariano Cecowski
https://en.wikipedia.org/wiki/Cave_painting#/media/File:SantaCruz-CuevaManos-P2210651b.jpg
Com o enriquecimento tátil bem como desenvolvimento coligado ao aparato cerebral. A mão se encontra como uma ferramenta de utilidade direta, mas também como um sensor do mundo externo, como a primeira intenção de contato, ou primeira barreira de proteção
A mão é o lado afiado da mente".
- Jacob Bronowski in: The Ascent of Man, 1973
Fotografia - Tim Mossholder 
Article: https://www.orartswatch.org/painting-the-town-in-newberg/
As antigas mãos de proteção e criação de armas, são as mesmas que inventam ferramentas cada vez mais complexas, delicadas e sutis. Servindo para passar pequenos fios em sua unidade para tecer largas roupas, gigantescos tapetes e até pequenos adereços de bolso. As mãos que constroem instrumentos, e depois se relacionam com eles tocando por teclas, segurando baquetas, ou dedilhando cordas perfeitamente sincronizadas. Mãos que carregam instrumentos de rabiscos, que desenham pontes, túneis, castelos e também abstrações que o cérebro tenta colocar para fora de seu duro invólucro craniano, mãos que também seguram lápis e escrevem antigas tradições, histórias que perduram milênios e contos que marcam heróis de diferentes eras
"O impossível reside nas mãos inertes daqueles que não tentam". 
- Epicuro
Mãos como símbolo de paz, luta, encontro, vida entre múltiplas interpretações
Fonte - https://unsplash.com/
"A concentração de poder nas mesmas mãos é precisamente a definição de governo despótico. Não será nenhum alívio que estes poderes sejam exercidos por uma pluralidade de mãos e não por uma única."
- Thomas Jefferson

Mãos estas que se tornam símbolos de resistência, poder, de luta, mas também de construção,  paz, conforto, afago e história de uma inteira vida

"As mãos que desenham e as mãos que constroem, seja o que for, são sempre as mesmas.”
- Álvaro Siza Vieira
Um estudo em processo de mãos em suas representações e interpretações:
Leituras da representação do objeto mão

Diferentes culturas deram significados para cada um dos dedos, a posição de anéis e seu uso para variados sinais em cima de cada um dos dedos das mãos, aqui sendo utilizadas raízes hinduístas, muito influenciadas pelo budismo.

Pancha Bhoota associa cada um dos dedos a diferentes partes(em ordem dos elementos):

Dedo associado: Dedão, Indicador, Dedo médio, Anelar e Mindinho

Componentes do corpo humano: Calor, Ar, Corpo Astral, Carne/ossos/órgãos e Água/Sangue

Princípio característico: Forma e Cor, Toque, Som, Cheiro, Sabor

Órgãos sensoriais: Olhos, Pele, Orelhas, Nariz, Língua

Assim é possível enxergar em mais um exemplo a dimensão do espectro cultural figurativo que as mãos carregam em diferentes culturas espalhadas pelo globo, no intuito de clarear a seleção das tatuagens abaixo segue uma visão resumida dos glifos associadas a sua especificas posições


Tangibilização em peças:



Bilateral

Bilateral define-se aquilo que se refere a dois lados, duas porções, laterais ou aspectos da mesma coisa. Neste sentido, é possível versar sobre as relações bilaterais e as relações que surgem entre duas nações ou entidades.


Alicerce

1.CONSTRUÇÃO
maciço de alvenaria, ger. abaixo da superfície, sobre o qual se assentam as estruturas externas de uma construção; base, fundação.

2.POR METONÍMIA
a escavação que se destina a assentar o alicerce.

- Oxford Languages

Vulnerável


Adjetivo de dois gêneros
ferido, sujeito a ser atacado, derrotado: frágil, prejudicado ou ofendido.
"os inimigos atacaram pelo lado mais v. da cidade"

- Oxford Languages
Hope

Esperança é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. A esperança requer uma certa perseverança — i.e., acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário.

- Wikipedia
Renúncia

1.ato ou efeito de renunciar.
2.JURÍDICO (TERMO)
abandono de direito por seu titular, sem o transferir a terceiro.

- Oxford Languages
Trégua

1.suspensão temporária de hostilidades, esp. por acordo entre as forças contrárias.
2.cessação temporária de estado ou ação desagradável.

- Oxford Languages
Ágape
Agápe (em grego "αγάπη", transliterado para o latim "agape") é uma das diversas palavras gregas para o amor.
Nos tempos de Platão e outros autores antigos usaram o termo para denotar o amor a membros da família, de um grupo com afinidades ou uma afeição para uma atividade particular em grupo, em contraste com Philos, uma afeição que poderia ser encontrada entre amigos que praticavam tarefas assim, em conjunto e de forma assexuada, diferente do amor romântico eros, uma afeição de natureza sexual e romântica.

- Wikipedia

Edição de @ludicage e @brenopinheiro
Hands and Hearts
5
83
0
Published:

Hands and Hearts

5
83
0
Published: